BOMBOCLAAT - UOL Blog




Cardoso Czarnobai
bomboclaat@uol.com.br


[meu outro blog]
Tripa Nelas Tudo

[inventei]
CardosOnline
Irmandade Raoul Duke
Manifesto Webtosqueira
Organizers
Evillips
Cabare101
Família da Coisa

[fuzz]
Revista da Folha
Link - Estadão
Portal Literal
TPM 43
Trip 133

[integro]
Insanus
Badtrip

[colaboro]
Não
Patife
Paralelos
Revista Trip
Revista Type
Na Tábua



[arquivos]
12/06/2005 - 18/06/2005
05/06/2005 - 11/06/2005
29/05/2005 - 04/06/2005
22/05/2005 - 28/05/2005
15/05/2005 - 21/05/2005
08/05/2005 - 14/05/2005
01/05/2005 - 07/05/2005

[seções]
DISCLAIMER
MELHORES BLOGS QUE NÃO EXISTEM
INFÂNCIA REDUX







Se liga no MUMU

Visitante Número





[etc]
Monografia Gonzo
Orkut
Audioscrobbler

[alfarrábios]
Abelhas
Dossiê Drogas
Dossiê Mulheres
Dossiê Suicídio
Anjos e flores
Depois de um dia quente
Bizarre Love Triangle
Caos + Mic + [Pat]
Generation X
Conto
Liamba Lombacima
Eu matei Hunter Thompson

[ermãos]
Sr. Insanus
Mufa
Presuntaite
Firmo
Mojo
Germano
Galera
Claraj
Morsa
Benva
Paradja
Bituca
Fera
JotaPê
Kamille
Seesaw
Nix
Mafú
Allan Sieber
Arnaldão
Suruba + Walter + Carlos
Tica
Wagner
Córner
Paulo Scott
PaseMan
Cássia
Eraodito
Faker Fakir
Rodrigues
Cisco
Menezes
Carolzinha Bensimon
Nay
Nego
Nasi
Quicoman
Medina
Alexandre Matias
Matias Maxx
E-van
Caco Belmonte
Caco Ishak
Marião
Joca TERROR
Alexandre Soares Silva
Bruna Beber
Szinkaruk
Viperrum
Fabian
Carpinejar
Ludovico
Cove
Idelber Avelar
Nemo Nox
Mirella
Gritedo
Estranhos Links
Larissa
Solon
Vanessa
Homera
Xico Sá
Muzzel
Márcia Benetti

[joint-venture]
Conversas Furtadas

[admiro]
Livros do Mal
Gonzo.org
Popular
Tiro e Queda
Dentes Guardados
Dexedrina
Maldito Zine
Malvados
Punkzaum
Revista Bala
Cabeza Marginal
Vida Besta
Fabulosa Fabriqueta
Tonto
Toscographics
Revista F
Cocadaboa

[drum'n'bass]
DNB Arena
DNBOnline
Pcatran
Zeela
Walkingstick

[internerds]
WikiFiction
Memepool
Lycaeum
Infinite Wheel

[much respect]
Exquisite
100% Chongas

[editoras]
DBA
Casa da Palavra
Casa Verde
7Letras
Conrad


APROFUNDANDO A QUESTÃ

IMBUÍDO de um profundo dever CÍVICO devido ao meu senso de COMUNHÃO do conhecimento, divido agora com VOSOTROS a lenda que DISCORRE sobre a ORIGEM da palavra que BATIZA este sítio FÊO.

Como a maioria de vocês deve SUPOR, SABER ou pelo menos IMAGINAR, a Jamaica é ROOTS.

Mas já foi BEM MAIS.

E quando era realmente CAVERNOSA a situação na ilha de Marley, havia muita PRIMITIVIZAÇÃO rolando solta por lá - via de regra, aliás, em toda CIVILIZAÇÃO que se preze. Como SÍMBOLO gritante do evidente NEANDERTHALISMO que permeava a época, existia esse PANINHO que as moçoilas, TODAS, usavam para CONTER sua indesejável MENARCA. TODAS, exceto, é claro, as por demais BEZERRAS para os FINALMENTE e também aquelas já enfrentando os terríveis calores da MENOPAUSA.

Pois bem.

Como a maioria de vocês deve SUPOR, SABER ou pelo menos IMAGINAR, existe uma crença de CUNHO religioso chamada RASTAFARIANISMO, particularmente popular na boa e velha JAM-DUNG. Esse estranhíssimo CREDO não prega apenas o uso RITUALÍSTICO da Cannabis sativa, como pensa a maioria do SURFISMO, REGUISMO e MAGALISMO brazilliano. Há toda uma série de regras deveras ESTAPAFÚRDIAS controlando a FÉ dessa DEVOTAGEM.

Rastafaris, por exemplo, não toleram que LÂMINAS maculem qualquer milímetro de seus corpos, motivo pelo qual não PODAM nenhuma das muitas expressões de sua natural PENUGEM. Dentro dessa ótica, DREAD que é DREAD não come carne de PORCO, não fuma TABACO e não consome ÁLCOOL em qualquer FORMATO. Ainda por cima, tudo de que se alimentam é uma tal de I-TAL FOOD, essa GOROROBA vegetariana bizarra cheia de raiz, erva e PLANTA. Lembra um pouco o JUDAÍSMO? Perfecto: boa parte do rastafarianismo BEBE delícia na fonte do VELHO TESTAMENTO. Muy grosso modo podemos fazer uma comparação RASA para dizer que o rastafarianismo é o BLACK JUDAÍSMO.

Mas pois é, irmão.

Não tem nada de TRIMMASSA em ser RASTAFARI.

RASTAMAN é SOFRIMENTO, rapá.

É castigo, quase.

Mas não tenhamos PENA: pelo menos eles tem a MARIJUANA para aplacar todo esse TORMENTO.

Enfim.

Fato é que o veradeiro TETO PRETO de toda essa viagem é o episódio Halie Selassie. Os rastafaris consideram o imperador da ETIÓPIA coroado em 1930 a encarnação terrena do seu DEUS. Mais: elegem a ETIÓPIA como seu SHANGRI-LÁ e defendem a VOLTA de todos os negros do mundo para lá. A parte do Selassie até que é ENGOLÍVEL: o NOBRE, cujo nome CRISTÃO era Ras Tafari Makonnem, descente diretamente do REI SALOMÃO e da RAINHA DE SABÁ, importantes nomes da mais NÚBIA das DINASTIAS. Agora: terra prometida por terra prometida, sou mais a JAMAICA que a ETIÓPIA, hein?

Bueno.

Tudo isso pra dizer que outra cousa que o RASTA de verdade ABOMINA com AFINCO é a MENSTRUAÇÃO. Mais precisamente, o SANGUE que verte BUCETALMENTE durante o período menstrual. Sendo assim, o termo usado para designar o PANINHO que as mulheres usavam para dar um GÜENTA no sangramento MENSAL logo tornou-se um palavrão dos mais CABELUDOS.

Mas esse termo AINDA não era BOMBOCLAAT: era PUSSYCLAAT.

Na prática, é o JAMAIQUÊS para absorvente.

Absorvente das CAVERNAS, mas, ainda assim, ABSORVENTE.

Antes ainda do PUSSYCLAAT já havia o BLOODCLAAT. Esse é um termo de origem DIVERSA, importado diretamente dos tempos da ESCRAVIDÃO, que servia de nome para o pedaço de TRAPO com que os escravos LIMPAVAM o SANGUE das feridas abertas na base do CHICOTE.

Nota-se, portanto, que os jamaicanos curtem AFU um bom PANINHO, mas não são LÁ muito chegados em SANGUE.

Mas são menos ainda chegados em MERDA.

E é aí que entra o BOMBO no CLAAT.

Como a maioria de vocês já deve ter SUPOSTO, SABIDO ou pelo menos IMAGINADO a essa altura do campeonato, CLAAT, no PATOIS jamaicano quer dizer 'pano', 'trapo', 'pedaço de tecido usado para se limpar de algo NASTY'. Pois entre todos os tipos de CLAAT, o BOMBO é o pior deles. Pronuncie o PREFIXO apenas uma vez e perceberá de IMEDIATO do que se trata.

É exatamente isso que vocês estão pensando: BOMBOCLAAT nada mais é que o PAPEL HIGIÊNICO ROOTS ROCK REGGAE. Em outras palavras, é um pedaço de pano com que o RASTA limpa a sua RABA após ESCORREGAR aquele espertíssimo CREME na SELVA.

Por esse motivo, algumas vezes aparece também como RASCLAAT, onde RAS = RASTA.

Depois de ter sido apresentado a todas essas revelações HISTÒRICAS, acredito que o leitor não vá estranhar o fato dessa palavra ser também uma das PIORES ofensas disponíveis no vocabulário do habitante daquela ensolarada ilha, como verificado no exemplo PRÁTICO abaixo:

Wha' dee BOMBOCLAAT! Cum nah, get dee rass off me car?

Ouvindo uma BARBARIDADE desse TAMANHO não resta muito ao OUVINTE a não ser puxar aquele FACÃO da cintura e partir pra cima do FOLGADO, urrando:

A WA?

ME A GO BOMBOCLAAT DEM!


Mais ou menos por aí.


[05/05/2005 - 22h46] . [] . [envie esta mensagem]


Ver mensagens anteriores

. melhor visualizado em 800 x 600 nos browsers da família Mozilla . copyright 2005 © Tosqueira Websites .